Lista em Python - O que é? Para que serve? Por que usar ?

Neste tutorial, vamos aprender o que é uma lista em Python, para que serve, como funcionam e onde mais iremos utilizar elas.

Se desejar ter esse material em PDF, acesse:

Vale muuito a pena! Além do conteúdo mais organizado e num mesmo local, possui mais conteúdo e questões resolvidas que aqui no site.

Listas em Python - O que são?


Sabe os números? Inteiros, float...? São um tipo de dado.
E as strings ? Também um tipo de dado.
E os booleanos, valores lógicos True e False? Tipo de dado.

Pois é, uma lista também é isso, um puro e simples tipo de dado.

Sendo mais específico, tecnicamente, uma lista é um objeto de coleção ordenada.
Mas não gosto muito dessas definições técnicas, mais confundem que ajudam.

Vamos para a prática.






Listas em Python - Para que serve?

Esqueça programação.
O que é uma lista?

Por exemplo, a lista de alunos de sua turma.
Lá tem o número em ordem crescente, e o nome das pessoas. Pronto, a lista é monte de informação, de maneira ordenada. Pode ser ordenada a partir do número, em ordem alfabética, por data de nascimento, por notas etc.

Agora imagine uma lista de funcionários de uma empresa.
Tem o nome deles, função, salário, tempo de empresa, pode ter outra lista com as datas para folga e férias, e por ai vai.

O fato é que é ambos exemplos são de coleção de dados ordenada, concorda?

Voltemos pro Python: aqui é a mesma coisa.
Uma lista é um punhado de informações (nenhuma, uma, duas ou milhões de dados), dispostos de maneira ordenada.

Assim como as listas do mundo real, as listas no Python nos permitem organizar melhor os dados, encontrar informações etc.

Por exemplo, uma lista de alunos em ordem alfabética, facilmente você vai achar o Francisco.
Pode ter 200 alunos na turma, mas você vai direto lá pela região da letra 'F' e facilmente encontra seu amigo Xiquinho.

Mesma coisa na programação, as listas vão nos permitir trabalhar com um montão de dados de uma vez, de uma maneira bem simples e poderosa.



Por que usar listas?

Os propósitos são muitos, mas basicamente é pela facilidade de se lidar com coisas ordenadas. Elas, automaticamente, tem uma numeração, uma ordem lógica. Lembre-se que as coisas em computação são grandes, trilhões de bits, informações, números, dados, etc etc etc.

As listas nos fornecem uma infraestrutura para lidar com bastante informação de uma maneira bem simplificada e poderosa.

Por exemplo, as listas tem comprimento móvel, você pode ficar adicionando novos itens (como um novo cadastro de um produto de um supermercado) ou retirar (quando a empresa demitir um funcionário).

Você pode 'misturar' diversos tipos de dados em uma lista (como números, strings etc), inclusive colocar uma lista dentro de outra.

Se você já estudou outras linguagens de programação, pode notar que as listas lembram os arrays (em Java) ou ponteiros (em C/C++), principalmente pelo fato delas conterem, na verdade, referências para outros objetos nela.

Se não estudou, calma.
Nesta seção, vamos com bastante calma, com muitos exemplos e muitos códigos para você fixar bem os conceitos de sequências, pois são muitíssimo importantes!

No próximo tutorial, vamos aprender como criar uma lista e acessar seus itens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário